Disadvantages of VPN featured

Desvantagens de uma VPN

Última modificação: 4 December 2019
Tempo de leitura: 11 minutos, 32 segundos

Uma VPN pode parecer a solução perfeita para muitos problemas de privacidade online. Afinal, a VPN oculta seu endereço de IP, criptografa seus dados e desbloqueia conteúdo bloqueado por endereço de IP. Resumindo, a VPN te oferece segurança, anonimato e liberdade.

No entanto, tem lá suas desvantagens. Abaixo você encontrará as desvantagens de uma VPN, assim como a diferença entre as VPNs pagas e as gratuitas.

Algumas desvantagens comuns dos serviços de VPN

Uma conexão VPN pode afetar o uso da sua internet de várias formas. As principais são:

  • Conexão de internet mais lenta
  • Bloqueios específicos de serviços de VPN (Netflix, por exemplo)
  • O uso ilegal das próprias VPNs
  • Não saber o nível de criptografia oferecido por sua VPN
  • O registro e provável venda do seu comportamento online para terceiros
  • Interrupção da conexão
  • Um indesejável senso de impunidade
  • VPNs gratuitas: às vezes, pior que não utilizar o serviço

Abaixo você encontrará alguns exemplos explicados mais detalhadamente. Explicaremos por que você pode sofrer uma queda na velocidade e como uma VPN pode acabar bloqueando você. Além disso, você poderá ler sobre a legalidade da VPN em diferentes países. Também tentaremos ajudá-lo em qualquer dificuldade que você possa encontrar em avaliar a segurança da uma VPN a até onde realmente vai seu anonimato. Com todos estes problemas, nós podemos ajudá-lo a encontrar o provedor que atenda suas necessidades e não cause muitos problemas. No entanto, alguns podem afetar consideravelmente sua experiência com VPNs. Informe-se antes de adquirir uma VPN, para que você não se arrependa. Se você quer apenas uma VPN de alta qualidade e quer evitar a maioria dessas possíveis desvantagens, vale a pena investir em um serviço como o ExpressVPN. Ele custa alguns euros por mês, mas você terá um excelente serviço em mãos.

ExpressVPN
Nossa escolha
Nossa escolha
Promoção:
3 meses de graça na opção de assinatura anual
9.5
  • VPN rápida e simples
  • Perfeita para navegar, baixar arquivos e fazer streaming (ex. Netflix) de forma anônima
  • Mais de 3000 servidores em 94 países
Visite ExpressVPN

Você pode sofrer com algumas desvantagens específicas dependendo do provedor de VPN que você escolher. Para garantir que não encontrará surpresas desagradáveis, leia nossa análise sobre a VPN que você pretende adquirir.

Uma VPN pode diminuir sua velocidade

Devido ao fato da conexão com a internet da VPN ser redirecionado e criptografada através do servidor VPN, sua conexão de internet poderá sofrer uma leve diminuição de velocidade. Por isso é importante verificar a velocidade da VPN antes de comprar. Você encontrará uma seção completa sobre velocidade nas nossas análises. A maioria dos serviços premium de VPN, como o NordVPN e o ExpressVPN não tornarão sua conexão tão lenta, mas a velocidade raramente permanece a mesma.

A maioria dos usuários nem notarão a diferença. Pessoas que fazem cosias online que necessitam de uma conexão veloz para podem encontrar alguns problemas ao utilizarem a VPN errada. Por exemplo, gamers que curtem jogos multiplayer online devem pesquisar pelas melhores VPNs para jogos, para garantir que terão a melhor experiência, sem lag.

Você corre o risco de ser bloqueado por certos serviços

Netflix logo

Alguns serviços desestimulam o usa de VPNs. Geralmente, isso significa que há algo que você não deveria ter acesso, mas têm, com uso de uma VPN. Por exemplo, algumas autoridades governamentais bloqueiam certos conteúdos para os cidadãos, pois julgam ser inapropriados ou ameaçam seus valores. Às vezes, alguns provedores de conteúdo bloqueiam usuários de outros países simplesmente porque não pagaram parte de sua taxa de licença, por exemplo. É o caso do BBC iPlayer. Você pode utilizar uma VPN para burlar estas restrições e acessar o conteúdo desejado. Por este motivo, as VPNs não são muito populares nestes governos. Isso pode resultar até no banimento de todas as VPNs.

VPNs também são bloqueadas por serviços de streaming, como a Netflix e Hulu. Devido ao contrato dessas empresas com distribuidoras de filmes que só permitem que o conteúdo seja exibido em países específicos, eles começaram a perseguir as VPNs. Com uma VPN, as pessoas têm acesso ao conteúdo de outros países nestes serviços de streaming. Como a Netflix pode não ter os direitos para exibir certo conteúdo no seu país, eles estão combatendo o uso das VPNs. Eles bloqueiam endereços de IP que acessam seus serviços com grande quantidade de pessoas ao mesmo tempo. Por exemplo, quando você acessa a Netflix com um endereço de IP compartilhado ao mesmo tempo que outros usuários. Isso pode ser bem irritante quando você só quer assistir um filme. Felizmente, existem alguns provedores de VPN que garantem que sempre haja um servidor que você possa usar para assistir conteúdo da Netflix. Se você quer uma VPN premium que permita que você use a Netflix, confira a ExpressVPN.

VPNs não são legais em todos os países

Embora seja considerado suspeito, o uso de VPNs é legal na maioria dos países. Na verdade, a maioria das grandes empresas e corporações utilizam VPNs como parte de seu esquema de segurança. Mas existem exceções. Alguns países quem ter o controle total sobre o conteúdo que seus cidadãos podem ou não ter acesso online. Devido ao fato de a VPN poder ser usada para burlar restrições governamentais, ela é considerada ilegal em países totalitários.

Em alguns países, como a Rússia e China, você só pode usar as VPNs aprovadas pelo governo. O uso de uma VPN não é necessariamente ilegal lá, mas eles buscam manter o controle. Alguns provedores de VPN de alta qualidade, como o NordVPN, desenvolveram servidores ocultos especiais, que podem ser utilizados em países como a China, mesmo não sendo permitido pelo governo. Em outros países, como na Coreia do Norte, o uso de VPNs foi completamente banido, o que significa que você não pode usar nenhuma VPN. No entanto, isso só é um problema se você vive em algum dos países que restringiram ou baniram o uso de VPNs.

É difícil para os consumidores analisarem a qualidade da criptografia

Saber se os provedores de VPN realmente cumprem o que prometem pode ser uma tarefa difícil. Geralmente, você só descobre quando algo dá errado. O usuário convencional não possui conhecimento suficiente sobre criptografia. O serviço está sendo prestado com segurança mesmo? Por isso, as análises são muito importantes neste ramo. Antes de se comprometer com algum provedor de VPN, é importante que você leia algumas avaliações (de usuários).

Em nossas avaliações, você encontrará quais registros um provedor diz manter, além de poder ler sobre a segurança e a qualidade geral da VPN. Isso inclui uma breve explicação de quais protocolos e quais são os tipos de criptografia implementados pelo provedor de VPN. Você encontra as avaliações de todos os principais provedores de VPN em nosso site. Talvez você também queira conferir nossas melhores recomendações.

O registro e provável venda do seu comportamento online para terceiros

O objetivo de assinar com um provedor de VPN é rotear seu tráfego de internet através de seus servidores. Eles criptografam seus dados e permitem que você use um de seus servidores para ocultar seu endereço de IP. Isso significa que você precisa confiar que sua VPN não violará seus dados que viajam pelos servidores deles. Teoricamente, você comprou segurança e anonimato. Muitos provedores de VPN mantêm sua palavra e ignorar totalmente seus dados pessoais. Eles não registram o que você faz e nem armazenam seus dados.

No entanto, alguns provedores de VPN registram seus dados. Muitas VPNs gratuitas registram seus dados (falaremos mais sobre esse assunto depois) e alguns provedores deixam claro nos contratos de licença que eles podem fazer isso. É claro que essa prática contraria todo o propósito de adquirir um serviço de VPN. Mas isso não é o pior dos males. O pior são os provedores de VPN que dizem não registrar seus dados, mas foram pegos nessa prática. Por exemplo, um provedor de VPN (HideMyAss) foi intimado pelo FBI a fornecer informações sobre um de seus clientes devido à suspeita de atividades ilegais na dark web. Embora a empresa tenha se recusado de início, eles acabaram entregando registros bem específicos sobre o usuário, incluindo horário de acesso, downloads, uso de banda larga, etc.

Esta triste história nos lembra a importância de pesquisar várias fontes e ler avaliações de usuários antes de assinar com algum provedor de VPN.

Interrupção da conexão

Muitos provedores de VPN contam com kill-switch em seu software. Esse recurso é muito útil e funciona como um mecanismo de emergência. Quando a conexão com seu servidor VPN é perdida, de repente você está sem proteção e seu comportamento online está atrelado ao seu endereço de IP real. Para prevenir esse tipo de situação, o kill-switch interrompe imediatamente toda sua conexão com a internet e só restabelece a conexão quando sua conexão com o servidor VPN estiver reestabelecida.

O ponto negativo disso é que você não estará mais conectado à internet. Os provedores de VPN de qualidade raramente passam por este problema.

Um indesejável senso de impunidade

Existem pessoas que acreditam que sua conexão VPN os tornam totalmente anônimos e imunes a malwares. Isso pode levar a uma falsa sensação de que são intocáveis na internet. Obviamente, esse não é o caso.

Mesmo com uma conexão VPN altamente criptografada e estável, você ainda poderá:

  • Ser seguido pela web por publicitários, rastreadores, hackers, agências de inteligência, etc.
  • Se tornar alvo e vítima de ataques de phishing.
  • Ser infectado com alguns tipos de malware.
  • Ter seu acesso bloqueado a certas redes, banco de dados, páginas da deep web, etc.

As VPNs garantem que seus dados sejam criptografados, seu endereço de IP ocultado e que você tenha acesso a conteúdo geograficamente bloqueado. Mas se um hacker ou uma agência de inteligência quiser rastreá-lo, existem outras formas de identificá-lo, além do seu endereço de IP. Seu endereço de IP é apenas a primeira pista que irão buscar. Assim sendo, a conexão VPN pode ser tudo, menos uma licença para participar de atividades imprudentes, ilegais e depreciativas na internet. Use sempre o bom senso e seja cauteloso.

VPNs gratuitas: às vezes, pior que não utilizar o serviço

Disadvantage free VPN

Algumas pessoas optam por utilizar serviços de VPN gratuitos. Não há nada de errado nisso. No entanto, infelizmente, muitos provedores de VPN gratuitos não foram desenvolvidos para fornecer mais privacidade e anonimato na internet ao usuário convencional, mas simplesmente para lucrar. Um bom exemplo é o Hola VPN, um serviço de VPN que você deve manter distância. Estes tipos de VPNs não estão no ramo para vender serviços de VPN, o propósito é vender seus dados pessoais a terceiros. Quando você utiliza um serviço de VPN, você direciona seu tráfego de internet por seus servidores. Você paga uma taxa de assinatura, eles criptografam seus dados e prometem não registrar ou armazenar seus dados. No entanto, muitos serviços de VPN gratuitos lucram através da venda dos seus dados, por exemplo, para anunciantes. Neste caso, é melhor não ter nenhum serviço de VPN e instalar um bloqueador de anúncios ou algum outro recurso de segurança.

Muitos provedores de VPN gratuitos também possuem limite de dados, limite de velocidade, anúncios e restrições de download. É uma experiência simplesmente desagradável, devido a todas estas limitações. Além disso, muitos apps de VPN gratuitos não são seguros, pois contém spyware ou malware no download. Por favor, seja cauteloso quanto a utilização de serviços de VPN gratuitos. Se mesmo assim você deseja experimentar um ou dois, confira nosso artigo com as melhores VPNs gratuitas. Uma VPN gratuita que tem nosso selo de aprovação é o ProtonVPN.

Considerações finais

As principais desvantagens de uma VPN são irritantes, mas não afetam a maioria dos usuários. A maioria dos problemas são encontrados em serviços de VPN baratos ou gratuitos. Por exemplo, em alguns casos, é possível que sua conexão com a internet fique ainda mais rápida após se conectar a um provedor de VPN. Isso pode acontecer quando seu ISP regula a velocidade da sua conexão. O serviço de VPN criptografa seus dados, tornando-o menos suscetível a controle de velocidade pela seu ISP. Neste caso, sua conexão ficará mais rápida e segura.

Além disso, os bloqueios criados especificamente para serviços de VPN nem sempre são um problema. A Netflix não consegue e não bloqueia todos os serviços de VPN. Muitos provedores de VPN possuem acesso mais fácil e rápido à Netflix por todo o mundo.

Existem VPNs que não possuem kill-switch. Desta forma, sua internet não perderá a conexão repentinamente, embora isso torne-o menos seguro.

Por último, com certeza existem possíveis desvantagens ao utilizar um serviço de VPN. No entanto, muitos desses problemas estão relacionados ao uso de provedores de baixa qualidade. O melhor que você pode fazer é ser cauteloso na escolha do melhor provedor de VPN para você.

Jornalista tecnológico
Nathan é um jornalista com treinamento internacional e interesse particular por prevenção de crimes cibernéticos, principalmente quando há grupos vulneráveis em risco. Aqui na VPNoverview, ele realiza pesquisas no campo de segurança cibernética, censura na internet e privacidade online.

Mais artigos da ‘Informações sobre VPN’ seção

Comentários
Envie um comentário
Envie um comentário