What is the Dark Web

A Dark Web: O que é exatamente e o que você encontrará lá?

Última modificação: 29 May 2020
Tempo de leitura: 20 minutos, 9 segundos

Você já deve ter ouvido sobre a dark web. Geralmente descrita como parte “oculta” e perigosa da internet, onde todos os tipos de negócios sinistros acontecem. A maioria dos usuários da internet não acessam muito a dark web ou nunca acessaram. É compreensível, porque algumas partes da dark web realmente não são seguras. Se você é curioso e deseja saber mais, este artigo vai ajudá-lo com tudo que você precisa saber sobre a dark web e como acessá-la de forma segura.

Primeiramente, nós explicaremos a você o que é a dark web exatamente e o que acontece lá. Depois, você aprenderá sobre o navegador Tor, as VPNs e como estas ferramentas são importantes para quem deseja navegar pela dark web. Então, explicaremos brevemente como você pode acessar a dark web relativamente em segurança. Se você quer ficar realmente protegido, nós preparamos um plano com 15 passos para navegar protegido pela dark web. Certifique-se de verificar todas as nossas medidas de segurança antes de acessá-la. Por último, você descobrirá que o uso da dark web é legal, mas algumas práticas que encontrará lá não são.

Acessar a dark web é muito fácil, mas entrar em confusão por causa dela também é. Portanto, é importante sempre manter sua segurança e privacidade online em mente. É altamente recomendável que você use uma VPN para criptografar e tornar anônimo todo o seu tráfego de internet. Além disso, certifique-se de sempre ter o antivírus adequado instalado e atualizado no seu dispositivo. Desta forma, será muito mais difícil interceptar seus dados, monitorar suas ações online ou infectar seu pc. A VPN protegerá você enquanto navega pela superfície ou deep web, e também quando você quiser explorar a dark web. Com ela, seu provedor de serviço de internet (“ISP”), autoridades e hackers não terão ideia do que você anda fazendo online.

Uma VPN excelente para a dark web: NordVPN

A NordVPN é um provedor de VPN de alta qualidade que permite que você proteja vários dispositivos simultaneamente. Ela oferece uma criptografia robusta e várias medidas de segurança extras para você escolher. Isso torna a NordVPN um excelente provedor para você usar quando quiser se aventurar pela dark web. Além disso, a Nord oferece um ótimo suporte ao cliente e é totalmente intuitiva. Saiba tudo sobre este provedor em nossa análise completa da NordVPN.

NordVPN
Promoção:
Apenas $3,49 por mês para uma assinatura de 3 anos
9.1
  • Proteção excelente e uma grande rede de servidores
  • Aplicativo bonito e agradável
  • Não mantém registros
Visite NordVPN

O que é a dark web?

A internet geralmente é descrita em três partes: superfície, deep web e dark web. A superfície é o que a maioria de nós usamos no dia a dia. É acessível por navegadores comuns, como o Chrome, Safari e Firefox. Este próprio artigo é parte dela: você pode acessar de qualquer lugar, a qualquer momento, contanto que tenha acesso à internet.

A deep web é a parte da internet que armazena informações bem específicas. A maioria de nós não teremos acesso a estas informações e também não é acessível pelas ferramentas de busca. No geral, são páginas e bancos de dados criados especificamente para um certo grupo de pessoas dentro de uma organização. Para obter acesso, você precisa saber exatamente o endereço do site (URL). Em alguns casos, você também precisará de uma senha. Alguns exemplos de páginas na deep web são os bancos de dados de bibliotecas das universidades, relatórios e jornais aos quais apenas inscritos possuem acesso e a timeline da sua conta privada no Facebook.

Por último, existe uma parte da internet que chamamos de dark web. É muito mais difícil acessá-la do que a superfície e a deep web, pois ela só pode ser acessada através de navegadores específicos, como o navegador Tor. A dark web é a parte não regulamentada da internet. Nenhuma organização, empresa ou autoridade pode controlá-la ou regulamentar por leis. Por isso que a dark web é geralmente associada a práticas ilegais. É impossível acessar a dark web utilizando os navegadores “comuns” e, mesmo com o navegador Tor, você não encontrará nenhum site da “dark web” terminando em .com ou .org. Pelo contrário, as URLS geralmente são constituídas de números e letras aleatórios, terminando em .onion. Além disso, as URLs dos sites na dark web mudam frequentemente.

Dark Web Surface Web Graphic Iceberg

Como e por que a dark web foi criada?

A dark web não foi criada por criminosos que precisavam de uma forma anônima de se comunicar. Na verdade, ela foi desenvolvida pelo governo dos Estados Unidos. Mas como aconteceu?

Comunicação de espiões

Agentes de várias “agências de três letras”, como a CIA, estavam baseados em lugares remotos. Havia uma verdadeira rede global de espiões americanos que coletavam informações para os Estados Unidos. Nos anos 90, a informação se tornou cada vez mais digitalizada e não havia mais a necessidade destes espiões, desenvolvendo relatórios através de mídias obsoletas, como rádio e carta. Por causa da internet e novas técnicas de criptografia, todas as informações podiam ser enviadas através da internet. Por volta de 1995, o Laboratório de Pesquisas Navais dos Estados Unidos iniciou um programa que, posteriormente, se tornaria o Tor ( The Onion Router). Com o Tor, as agências tinham uma linha de comunicação criptografada com seus agentes de campo.

Anonimato para todos

Por volta de 1997, este projeto foi repassado para a Agência de Projeto e Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA), que acabou repassando para vários grupos de direitos civis. Hoje, a pergunta que não quer calar é: por que o governo ofereceu esta técnica e rede para grupos de direitos civis? Algumas pessoas acreditam que o Tor, na verdade, nunca foi dado pelo governo dos Estados Unidos.

Existe uma teoria de que eles tiveram que abrir a rede anônima, pois todos os agentes dos EUA precisavam utilizá-la de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento. Isso acabou tornando a rede vulnerável. Além disso, se apenas os agentes de inteligência dos EUA podiam utilizar esta rede, é obvio que qualquer comunicação retirada desta rede seria muito valiosa. Portanto, seria melhor abrir a rede para várias outras pessoas, para que as comunicações da inteligência fosse apenas mais um grão de areia em meio às comunicações não governamentais. Assim sendo, todos continuariam anônimos e os agentes dos EUA poderiam utilizar a rede para enviar seus relatórios.

Por que eles simplesmente não desativam a dark web?

Enquanto a rede Tor se tornava disponível para qualquer pessoa com conexão à internet, muitos servidores eram instalados por todo o mundo. Portanto, a rede se tornou muito mais descentralizada. Com todas as novas conexões em diferentes países, a jurisdição dos EUA sobre a internet diminuiu. O poder da internet está no fato de não poder ser “desativada” através de um só lugar. Se você torar a tomada do lado americano, o resto do mundo não deixa de existir.

Além da incapacidade de qualquer estado desativar totalmente a rede, os EUA também se beneficia com ela — mesmo que a rede hospede atividades ilegais. Ela ainda é utilizada como canal para encobrir comunicações entre as agências de inteligência. Além disso, é uma das melhores ferramentas encontradas pelos ativistas políticos para delatar ou vazar informações contra governos autoritários criticados pelos EUA. Seja Venezuela ou Irã, os EUA ficam contentes que as pessoas tenham ferramentas como o Tor para complicar a postura destes regimes. Claro, isso também se aplica aos EUA, como demonstrado pelo surgimento de Wikileaks e pelas denúncias de Edward Snowden.

Portanto, a dark web pode ser benéfica, mas também perigosa. Como é útil de várias formas, o governo dos EUA não pretende desativá-la. Mesmo que desativassem, eles teriam que tentar desativá-la por completo e contar com a colaboração de centenas de países que não têm interesse nenhum em cooperar com os EUA. O que as autoridades nacionais podem fazer é cooperar para fechar certos sites e responsabilizar os proprietários, administradores, usuários, etc. Quando algum site da dark web é desativado, geralmente é um esforço conjunto entre agências. Por exemplo, se o departamento de justiça dos EUA quiser desativar um mercado negro holandês de venda de maconha, seria necessário a cooperação da polícia holandesa, a Europol e, possivelmente, várias outras agências e autoridades. A imagem a seguir mostra várias agências envolvidas no fechamento de 1 mercado negro.
Dark Market closed down
Para desativar este site em particular foi necessário a cooperação de, pelo menos, 10 agências d quatro países diferentes. O fato de todas estas agências terem colaborado para desativar este site mostra a dificuldade em desarticular partes da dark web, imagine toda a dark web.

Acessando a dark web

Se você pretende visitar a dark web, lembre-se que este pode ser um lugar muito perigoso se você não tomar as medidas de segurança adequadas. Nós criamos um guia completo com dias e truques para você acessar a dark web da forma mais segura possível. Abaixo você encontrará uma versão resumida deste guia, com o básico. No entanto, é bom lembrar que essas dicas manterão você relativamente seguro, mas não totalmente anônimo.

  • Instale uma VPN (sugerimos a NordVPN) no seu dispositivo e ative-a.
  • Certifique-se de ter um antivírus confiável instalado e atualizado no seu dispositivo.
  • Baixe e instale o navegador anônimo Tor
  • Abra o navegador Tor
  • Bloqueie scripts no navegador Tor
  • Opcional: altere as definições de segurança no Tor
  • Navegue pela dark web, por exemplo, começando pela Hidden Wiki. O link é http://zqktlwi4fecvo6ri.onion/wiki/index.php/Main_Page

Por último, antes de acessar a dark web, lembre-se que pode ser um local muito perigoso. Leve nossos alertas a sério e não facilite para os hackers e malware infectarem seu dispositivo! Se você quiser garantir que possui a melhor proteção possível, siga nosso guia para a dark web.

O que é o Tor?

O Tor (the onion router) é um software gratuito com código-fonte aberto que funciona como navegador. Diferente de navegadores como o Chrome, Firefox e Edge, o Tor visa manter seus usuários anônimos. Para isso, o navegador Tor envia suas atividades na internet por diversos endereços de IP/hosts que representam as camadas de uma cebola. Suas buscas viajam através de uma rede de interconexões. A cada interconexão, parte da criptografia vai sendo “descascada”. Eventualmente, sua informação termina no site que você escolheu. Este processo de roteamento em camadas visa manter o anonimato do usuário.

Tor Network Nodes Portuguese

O navegador Tor é usado para acessar a dark web. Conforme mencionado anteriormente, esta é a única forma de alcançar as URLs com sufixo .onion. Este sufixo se refere ao roteamento “onion” que apenas o Tor utiliza para assegurar a navegação anônima: a criptografia é feita em camadas, como as camadas de uma cebola. Os sites podem escolher utilizar o domínio .onion por não quererem que muitas pessoas saibam de sua existência. Também poder ser pelo simples fato de querer exclusividade, ou porque seu conteúdo pode ser considerado questionável ou ilegal.

O Tor pode te dar acesso a toda dark web, independente dos sites serem regulamentados ou não. Embora o Tor possa ser usado para acessar a dark web, a maioria de seus usuários ainda permanecem na superfície. Em outras palavras: O Tor é usado, na maioria das vezes, para uma navegação anônima, mas também é o principal caminho para a dark web. Para saber mais sobre o navegador Tor, visite nossa página do navegador Tor.

Resumindo, o uso do navegador Tor (ou um navegador similar) é necessário para acessar a dark web e também ajuda você a permanecer mais anônimo na internet. Seu endereço de IP, por exemplo, permanece oculto. Confira os 10 motivos para ocultar seu endereço de IP. Observe que o navegador Tor não é infalível. Por isso, sempre recomendamos que você também utilize uma VPN.

Tor depois VPN ou VPN depois Tor?

Talvez você não tenha percebido, mas existe uma diferença se você se conectar com a rede Tor enquanto está conectado a uma VPN, ou vice-versa.

A vantagem de instalar uma VPN antes de acessar a rede Tor e que seu provedor de internet ou qualquer outra pessoa/organização interessada (agências do governo, hackers, etc.) não saberão que você entrou na rede Tor, pois seu tráfego de internet já está sendo criptografado. Infelizmente, o simples fato de você querer se conectar a uma rede anônima como o Tor é suficiente para tornar sua atitude suspeita aos olhos de certos grupos. Embora a rede Tor seja anônima e criptografada, isso não evita que seu provedor de internet ou qualquer outra pessoa espiando seu tráfego de internet através do seu endereço de IP saiba que você se conectou ao Tor. Ao menos que, claro, você se conecte a uma VPN primeiro.

Também é possível assinar uma VPN pela rede Tor. Isto significa que primeiro você se conecta ao Tor e, no navegador Tor, você acessa o site da NordVPN, por exemplo, e assina a VPN. O benefício extra será que seu ISP não saberá que você tem interesse em um serviço de VPN. Mas de acordo com nossa experiência, acessar a rede Tor geralmente é considerada mais suspeito por causa de sua associação com a dark web. Por isso, sempre recomendamos que você assine uma boa VPN primeiro. Se você estiver interessado em descobrir mais sobre as melhores opções de VPN e qual é a certa para você, confira nossas análises.

O Hidden Wiki

Navegar pela dark web pode ser bem difícil. Começar com um site como o Hidden Wiki pode ajudar você a encontrar seu caminho. O Hidden Wiki oferece conexões com sites e ferramentas de busca, para que você possa navegar pela dark web sem complicações. Isso torna o Hidden Wiki um ótimo ponto inicial quando você não sabe bem por onde começar. Existem algumas categorias no Hidden Wiki que é bom manter distância. Tome sempre cuidado com os links que você clica, mesmo em sites que parecem confiáveis.

Você pode encontrar o Hidden Wiki copiando a seguinte URL e colando no seu navegador Tor: http://zqktlwi4fecvo6ri.onion/wiki/index.php/Main_Page. Os endereços dos sites mudam frequentemente na dark web, mas existem vários sites na superfície que fornecem a URL certa e atualizada para estas páginas em particular.

hidden wiki

Outro ótimo ponto inicial é o nosso artigo sobre sites que valem a pena visitar na dark web

O que acontece na dark web?

É muito difícil descobrir o que acontece exatamente na dark web. Conforme mencionado anteriormente, você precisa das URLs específicas para acessar as páginas certas. É muito difícil você “tropeçar” no site certo quando todos os endereços de sites são combinações aleatórias de letras e números. Além disso, existem muitas histórias sobre os mais loucos serviços e páginas ocultos na dark web. A contratação de matadores de aluguel é apenas um exemplo. Embora não tenhamos certeza que algumas destas atividades não acontecem na dark web, a maioria dos boatos sobre a dark web, como matadores de aluguel e red rooms, são pura invenção. Por exemplo, um site com matadores de aluguel chamado Besa Mafia realmente existiu, mas nunca houve nenhuma execução. Era apenas um esquema para tirar dinheiro de usuários ingênuos da dark web que queriam alguém morto. Ainda assim, muitas outras coisas questionáveis, como drogas e armas, estão disponíveis na dark web.

A dark web possui uma péssima reputação, devido a existência de vários sites nefastos. Existe o pré-conceito de que tudo que acontece na dark web é ilegal. Isso não é verdade. A dark web também é um refúgio seguro para jornalistas, informantes e cidadãos vivendo sob regimes ditatoriais. Além disso, alguns dos sites mais obscuros também podem ter um efeito positivo. Nós buscamos uma abordagem flexível, destacando tanto as consequências positivas quanto as negativas. Nosso foco é manter nossos leitores seguros, caso decidam se aventurar pelo lado “dark” da internet.

Não podemos fazer alegações concretas, pois a dark web muda frequentemente e permanece oculta para a maioria das pessoas. No entanto, no geral, estas são algumas das coisas que você poderá encontrar na dark web:

  • Mercados negros
  • Sites perigosos ou fraudulentos
  • Serviços de e-mail, fóruns e outros tipos de comunicação anônima online
  • Botnets
  • Sites de criptomoedas e Bitcoin

Mercados negros

O mercado negro prosperou desde a criação da internet. A dark web é a casa de muitos mercados negros, onde todos os tipos de produtos são vendidos e comprados livremente. A existência deste tipo de mercado é ilegal, embora algumas figuras públicas, cientistas e estudantes tenham destacado alguns efeitos colaterais positivos.

O Silk Road foi um dos primeiros mercados negros populares na dark web. Os usuários falavam abertamente sobre consumo de drogas no site e colocavam fotos de seus produtos. O site acabou recebendo o apelido de “O Ebay de Narcóticos”. Após vários anos de investigação, as autoridades dos Estados Unidos conseguiram rastrear o administrador (Ross Ulbricht), que utilizada o pseudônimo “Dread Pirate Roberts” no site. Ele foi capturado no em outubro de 2013, em San Francisco, e o site foi desativado.

No entanto, após a prisão de Ulbricht, surgiram vários sites similares. Existem mais mercados negros na dark web que nunca. O Silk Road foi o primeiro deste tipo, agora existem muitos outros competindo para ocupar seu lugar.

Sites perigosos ou fraudulentos

A dark web também está repleta de sites falsos e perigosos. Por isso é importante sempre ter cautela e usar bons antivírus e VPNs. Nunca clique em links na dark web se não souber onde o levará. Seu computador pode ser hackeado ou infectado com um malware antes de você perceber o que está acontecendo.

Além disso, a dark web abriga todos os tipos de sites que não seriam tolerados na superfície, devido ao seu conteúdo. Infelizmente, você também pode encontrar coisas como abuso animal e pornografia infantil. Portanto, recomendamos que você fique longe desta parte da internet.

Serviços de e-mail, fóruns e outros tipos de comunicação anônima

A dark web também é usada para comunicação anônima. Informantes e jornalistas podem usar estes canais para vazar ou encontrar informações confidenciais. Pessoas que querem denunciar autoridades ou empresas por atos ilegais podem utilizar a dark web para tentarem e permanecerem anônimas. Jornalistas podem usá-la para entrar em contato com fontes anônimas. Tanto a rede WikiLeaks quanto informantes, como Chelsea Manning e Edward Snowden, usaram a dark web no passado para espalharem suas mensagens.

Enquanto as pessoas citadas acima fizeram o que fizeram em nome da liberdade e transparência da internet, outros podem não ter a mesma motivação. Terroristas e criminosos também utilizam comunicação anônima na dark web para tentar ficar longe das autoridades.

Botnets

Botnet é uma rede de dispositivos infectados que pode ser operada pelo hacker que as controla. Geralmente, os dispositivos na rede são infectados sem seus proprietários saberem. O hacker no controle da botnet pode usar os dispositivos para espalhar vírus, phish (obter) informações privadas ou facilitar ataques DDoS. A botnet é menos provável de ser descoberta, derrubada ou dominada se for operada pela dark web. Alguns hackers vendem botnets criadas por eles na dark web. Por uma boa quantia, você pode controlar uma grande rede de dispositivos infectados.

Sites de criptomoedas e Bitcoin

Se você visitar a dark web, descobrirá que quase tudo é pago com criptomoedas. Estas criptomoedas são moedas online que podem ser usadas em todo o mundo. Para ser mais preciso, as criptomoedas são bens digitais atrelados ao valor de um livro-razão descentralizado, como o protocolo Blockchain. Basicamente, isso significa que as criptomoedas são diferentes das moedas comuns, pois seu valor e histórico de câmbio fica visível no Blockchain, ao contrário de outros bancos e instituições financeiras. No entanto, elas são mais bens digitais do que moedas, pois geralmente você só pode trocar estes bens por produtos online, mas não fora web. Contudo, devido ao método Blockchain, as criptomoedas tornam o câmbio de moedas anônimo, o que é ideal para negócios ilegais na dark web.

A criptomoeda mais conhecida, o Bitcoin, também é utilizada fora da dark web. No entanto, incidentes recentes mostram que esta moeda pode não ser tão anônima como algumas pessoas pensavam. Outros tipos de criptomoedas também são muito populares. As novas criptomoedas estão constantemente tentando otimizar e proteger o anonimato das pessoas que as usam.

Resumindo: sim. O uso da dark web e do navegador Tor é legal na maioria dos países. No entanto, se você optar por agir de forma contrária às leis na dark web, obviamente isso será ilegal. Assim, nós enfatizamos a importância de se manter dentro das leis do país em que você vive.

Portanto, as pessoas costumam esquecer que a dark web e o navegador Tor são meras ferramentas para você exercer seu direito à privacidade e liberdade de expressão. As Nações Unidas estabeleceram que a privacidade é um direito humano básico. Isso ficou expresso nos seguintes artigos:

  • Declaração dos direitos humanos das Nações Unidas (UDHR) 1948, Artigo 12
  • Convenção internacional dos direitos civis e políticos (ICCPR) 1996, Artigo 17
  • Convenção americana sobre direitos humanos, Artigo 11
  • Declaração americana dos direitos e obrigações do homem, Artigo 5
  • Convenção europeia sobre direitos humanos, Artigo 8

Conclusão: navegar pela dark web não é ilegal na maioria dos países. No entanto, isso pode parecer muito suspeito aos olhos da sua autoridade local. A maioria das coisas vendidas na dark web é ilegal e, obviamente, a compra destes produtos é proibida. Uma vez que esses produtos geralmente só são encontrados na dark web, qualquer pessoa navegando por esta parte da internet poderia comprá-los. Por este motivo, as autoridades podem querer ficar de olho em você, caso visite a dark web.

Embora o uso da dark web seja legal, as atividades ilegais que geralmente ocorrem lá tornam a dark web um local vago. Portanto, pode não ser a melhor parte da internet para se visitar regularmente se você for um cidadão respeitoso e cumpridor das leis.

Considerações finais

Gostaríamos de deixar claro que recomendamos que você NÃO use a dark web sem tomar as medidas de segurança adequadas para este fim. A curiosidade é compreensível, mas não vale a pena se expor aos perigos que esta parte não regulamentada da internet oferece. Afinal, existem atividades criminosas na dark web. Se você acabar indo lá, sempre tome as precauções necessárias. Um bom serviço de VPN, um ótimo anti-malware e software antivírus são essenciais, mas você ainda estará exposto. Este plano com 15 passos é a forma mais segura de navegar pela dark web. Por fim, acessar a dark web é por sua conta e risco. Fique curioso, mas fique seguro também!

A Dark Web: perguntas frequentes

Tem alguma pergunta? Abaixo você encontrará as respostas para as perguntas mais frequentes sobre a dark web.

A dark web é um termo coletivo para sites que só podem ser acessados através do navegador Tor. Estes sites não podem ser acessados através da “superfície da web”. Nas mídias, a dark web costuma ser retratada como algo perigoso, mas também existem sites legítimos na dark web que tratam de assuntos legais.

A superfície da web é composta por todos os sites que você pode visitar através dos navegadores comuns, como o Chrome, o Microsoft Edge e o Mozilla Firefox. A superfície da web é a internet que a maioria das pessoas conhecem.

A deep web é composta por sites que só podem ser acessados com uma senha e outras formas de autenticação. Pense na sua caixa de e-mail ou sua página do Facebook, além dos arquivos em nuvem no seu trabalho. Em alguns países, o termo “Deep Web” é utilizado para se referir à dark web.

Para visitar a dark web você precisa usar o navegador Tor. O Tor é um navegador que permite visitar endereços .onion. Estes endereços .onion forma a dark web.

Um endereço .onion é um endereço da web que só pode ser visitado usando o navegador Tor.

Tor significa “The Onion Router” e é um navegador que permite visitar sites da dark web.

Na dark web você encontrará vários tipos diferentes de sites. Desde sites de análise de livros e sites normais com a variante .onion (como sites de notícias) a sites de pornografia e venda de drogas.

Sim, a dark web é legal. Porém, é possível que alguns sites e conteúdos nos sites da dark web sejam ilegais.

Analista de segurança cibernética
David é analista de segurança cibernética e um dos fundadores da VPNoverview.com. Com interesse particular pelo fenômeno “identidade digital”, seu foco é o direito à privacidade e proteção de dados pessoais.

Mais artigos da ‘Navegação anônima’ seção

Comentários
Envie um comentário
2
Comentários
  1. Como faz para entrar na dark web

    • Antes de ir para a dark web, você precisa ter certeza de que está bem protegido. Instale uma VPN, um antivírus e baixe o navegador Tor. Com o Tor você pode acessar a web escura. Se você quiser saber exatamente como fazer isso, você pode lê-lo aqui.

Envie um comentário