Chi può visualizzare la tua cronologia di navigazione?

Quem pode ver seu histórico de navegação e os sites que você visitou?

Última modificação: 25 June 2020
Tempo de leitura: 15 minutos, 33 segundos
Clique aqui para ler o resumo deste artigo
Proteja-se contra os curiosos online!

Quando você está online, existem várias pessoas e organizações que tentam espionar você, desde sites que você visita a agências do governo e ferramentas de busca, como o Google. Os provedores de internet também podem ver muito do que você faz online. É cada vez mais importante manter sua privacidade e se proteger contra este tipo de ação. Uma ótima forma de se proteger é utilizando uma VPN. Ela oculta seu endereço de IP e criptografa seu tráfego de dados para que ninguém consiga rastrear seus passos online.

Uma ótima VPN para quem valoriza sua privacidade online é o Surfshark. Este provedor oferece protocolos de criptografia excelentes, várias ferramentas de segurança exclusivas, além de sua política estrita anti-registro, que ajudam a garantir a sua privacidade online.

Nossas vidas online estão se tornando mais longas a cada dia. Nós usamos a internet para gerenciar nossas finanças, para tomar conta da nossa saúde e para manter contato com nossos amigos, familiares e colegas. Sem perceber, todos nós estamos enviando muitas informações para o vazio.

Já que projetos como o Wikileaks e informantes como Edward Snowden trouxeram à tona o fato de muitas instituições oficiais estarem constantemente monitorando as pessoas, a nossa privacidade tem se tornado um assunto bastante discutido. Quem está ouvindo? Teve suas informações pessoas compartilhadas por alguém? Quais empresas podem rastreá-lo online e o que eles veem exatamente? Essas são algumas perguntas que responderemos para você.

As VPNs ocultam seus dados de navegação contra bisbilhoteiros

Antes de falarmos sobre várias pessoas e entidades que podem rastrear você online, queremos dar uma dica simples para proteger sua privacidade: use uma VPN quando navegar pela web. As VPNs tornam suas atividades na internet muito mais anônimas, guiando seu tráfego de dados através de um servidor VPN externo com um endereço de IP diferente do seu. As pessoas na internet não verão seu endereço de IP verdadeiro, apenas o do servidor VPN. Assim, todas as suas pesquisas e sites visitados não podem ser rastreados de volta até você. Além disso, as VPNs protegem seu tráfego de dados com criptografia robusta, dificultando a interceptação dos seus dados e aumentando significativamente sua segurança online.

Surfshark: um provedor de VPN seguro e barato

Para quem valoriza sua privacidade, o Surfshark é uma excelente opção. Você só precisa baixar um aplicativo simples no seu celular, tablet ou computador. Basta apertar um botão e sua privacidade estará protegida e todo o seu tráfego de internet seguro. O Surfshark oferece o protocolo de criptografia extremamente seguro OpenVPN, além de possuir uma política anti-registro. Além disso, o Surfshark oferece algumas opções extras de segurança, como o kill switch e conexão VPN dupla, proporcionando mais segurança e privacidade. E tudo isso por um preço super acessível, com uma garantia de reembolso de 30 dias.

Surfshark
Promoção:
Navegue com segurança e anonimato por apenas U$ 1,99 por mês
8.8
  • Muito fácil de usar e funciona com Netflix e torrents
  • Garantia de reembolso de 30 dias. Sem comentários!
  • Barato e cheio de recursos extras
Visite Surfshark

Quem pode ver o que estou fazendo online?

Existem vários grupos diferentes que podem nos rastrear online. Na tabela abaixo, nós listamos alguns que podem interessar você. A segunda coluna apresenta mais informações o que cada grupo pode ter sobre você e o que poderiam fazer com essas informações.

QUEM PODE TE VER O QUE VOCÊ PRECISA SABER
Provedores de internet (ISP)
  • PODEM ver os sites e mídias sociais que você visita, para quem você envia e-mail
  • PODEM ver detalhes prováveis sobre sua saúde e finanças
  • Eles podem salvar seus dados de seis meses a um ano (até mais), dependendo da legislação local
  • Talvez solicitar um relatório de dados para eles (se for cidadão europeu)
Administrador da sua rede (Wi-Fi)
  • PODEM ver os sites e mídias sociais que você visita, vídeos que você assiste
  • NÃO PODEM ver exatamente o que você preenche em formulários seguros em sites HTTPS
  • Seu empregador/chefe geralmente está nesta categoria
Sistemas operacionais
  • PODEM ver os sites e mídias sociais que você visita, vídeos que você assiste
  • PODEM ver sua localização (quando ativado)
  • Talvez solicitar um relatório de dados para eles (se for cidadão europeu)
Websites
  • PODEM ver seu comportamento online em alguns sites
  • Geralmente trabalham com cookies
  • Podem personalizar anúncios e ajustá-los para se adequar ao seu comportamento online
Ferramentas de busca
  • PODEM ver seu histórico de busca
  • PODEM ver seus resultados de busca
  • Google: possui dados de todas as plataformas nas quais você utiliza sua conta Google
Aplicativos
  • PODEM ver sua localização, informações de conta, endereço de e-mail
  • Diferente para cada aplicativo
  • Dica: Preste bastante atenção à declaração de privacidade de cada app
Autoridades
  • Podem solicitar seus dados de navegação ao seu provedor de internet
  • Rastreiam comportamentos online para combater (cyber)crimes
  • Tendem a limitar a liberdade online e a privacidade em alguns casos
Hackers
  • PODEM, possivelmente, ver seu histórico de navegação, dados de acesso, detalhes financeiros, etc.
  • Depende do tipo de ataque

O que meu provedor de internet pode ver?

Incognito Mode Icon

Seu provedor de internet, ou ISP, é sua porta com a internet. Tudo que você faz online passa pelo ISP. Isso significa que eles recebem muitas informações sobre você e sua vida online automaticamente. Se seus dados online não estiverem criptografados o suficiente, seu ISP terá acesso a tudo. Até o modo de navegação anônima não te mantém seguro. Seu ISP sabe quais sites você visita, o que você faz nas suas mídias sociais e para quem você envia e-mail. Às vezes, eles sabem até mais do que você gostaria sobre assuntos pessoais, como sua saúde pessoal ou finanças. Usando todos estes dados, seu ISP poderia criar um perfil preciso sobre você e vincular ao seu endereço de IP. Este é um dos motivos pelos quais seria bom ocultar seu endereço de IP.

A maioria dos países possuem leis sobre coleta de dados. Estas leis definem por quanto tempo os ISPs podem, no mínimo, salvar quaisquer dados coletados. No entanto, esta legislação varia conforme o país: em alguns lugares, este período é de seis meses. Em outros, no mínimo, um ano. Neste período, as autoridades podem solicitar que os ISPs compartilhem os dados. O que acontece com seus dados depois disso é incerto. Isso provavelmente varia de acordo com o provedor e, novamente, o país. No entanto, geralmente os ISPs ficam proibidos de vender seus dados para terceiros.

Pode ser interessante saber que dados criptografados, como mensagens de WhatsApp que utilizam criptografia ponta-a-ponta, não podem ser vistos pelo seu ISP. Se você vive na Europa e deseja saber quais dados seu ISP coletou de você, o GDPR te dá o direito de solicitar um relatório completo.

O que o administrador da minha rede (Wi-Fi) pode ver?

Muitos sabem que os dados enviados através de uma rede de Wi-Fi aberta não são bem protegidos. Por este motivo, você não deve ver suas finanças ou efetuar pagamentos enquanto estiver usando o Wi-Fi gratuito do Burguer King, por exemplo. Uma vez ciente disso, qualquer conexão com a internet que não seja uma rede Wi-Fi disponível abertamente pode soar extremamente segura e confiável. Isso é apenas parte da situação: ao contrário do Wi-Fi, a conexão a cabo não permite que todos espiem suas atividades online.

Mas ainda há alguém que pode: o administrador da sua rede poderá ver todo o seu histórico de navegação. Isso significa que ele pode armazenar e ver quase todas as páginas que você visitou. Parte do seu histórico de navegação está segura: HTTPS oferece uma pequena segurança extra para você. Você já visitou sites que utilizam este protocolo? Neste caso, o administrador não poderá ver exatamente o que você fez neste site.

O que o meu chefe pode ver?

Uma pergunta frequente: Meu chefe consegue ver o que eu faço online? E a resposta é sim. Se você estiver utilizando uma rede que esteja sob o controle do seu chefe, ele ou ela podem ver quase tudo que você faz, assim como qualquer outro administrador da rede poderia. Além disso, não esqueça que seu empregador – ou qualquer outra pessoa com acesso ao seu (trabalho) computador e conta – poderia facilmente ver o seu histórico de navegação. Portanto, é melhor não jogar seus joguinhos no Facebook durante seu horário de serviço.

O que o seu sistema operacional pode ver?

Windows operating system privacy

O sistema operacional do seu dispositivo (Windows, iOS, etc.) também sabem algumas coisas sobre você. Você pode ajustar as configurações de privacidade do Windows 10 e iOS para manter você o mais seguro possível ao utilizar estes sistemas. Mesmo assim, eles ainda terão acesso a muitos dos seus dados.

Para ter uma ideia dos dados que seu sistema operacional salva, dê uma olhada nos programas de controle dos pais que vêm integrados no sistema. Com o controle parental, você pode ficar de olho nas atividades online dos seus filhos. Você pode ver quais sites eles visitaram, quais vídeos assistem no YouTube e a mídia social que utilizam. Estas informações são enviadas para você pelo seu sistema operacional, o que significa que o próprio sistema possui acesso a todos esses dados.

Assim como seu ISP, seu sistema operacional também é obrigado (pelas leis europeias) a fornecer um relatório completo sobre quaisquer dados coletados. O Windows também oferece essa possibilidade. Se você usa o Windows, perceberá que a Microsoft sabe quais aplicativos você abriu, quais termos você utilizou nas suas buscas, quais filmes assistiu e, às vezes, até sua localização. Se você usar programas e aplicativos de propriedade do Windows, como o navegador Edge e o Windows Movie Maker, a Microsoft saberá exatamente o que você tem feito.

O que os sites podem ver?

Geralmente, os sites que você visita coletam informações sobre você. Eles utilizam seus dados para otimizar seus serviços e disponibilizar funções específicas para você. Por este motivo que você é solicitado a inserir seu nome de usuário e senha nos vários sites de mídias sociais. Coletando dados e inserindo cookies, os sites podem rastrear seu comportamento online facilmente.

Você provavelmente já ouviu falar sobre cookies. A maioria das pessoas não conseguem evitar aquelas caixas de diálogo nos sites, solicitando permissão para ativar os cookies. Na verdade, os cookies geralmente são muito úteis: eles garantem que você tenha uma conexão rápida e fácil com a internet. Os cookies salvam informações sobre os sites que você visitou usando seu navegador, para que sua navegação nestes sites seja mais rápida e suave das próximas vezes que você os visitar. Eles salvam seu login e permitem que os sites ajustem seus anúncios de acordo com você.

As informações coletadas pelos cookies também são enviadas para os próprios sites. Devido ao GDPR na Europa, a maioria dos sites quando e se estão coletando cookies. Eles até precisam pedir permissão claramente aos cidadãos europeus. O único problema é que muitos a navegação nesses sites será afetada se você não permitir os cookies.

Os sites usam cookies para coletar informações. Um cookie pode, por exemplo, lembrar quais página você visitou em uma loja online. Desta forma, os sites sabem quais produtos você procurou e podem ajustar seus anúncios de acordo. Isso aumenta as chances de você clicar em nos anúncios, pois é algo que você realmente quer comprar. Por outro lado, é uma tremenda invasão de privacidade.

O que as ferramentas de busca podem ver?

Assim como os sites, as ferramentas de busca também coletam muitas informações sobre os usuários. Cada pesquisa que você faz, cada link que você clica diz algo sobre quem você é. Geralmente, esses dados são coletados e salvos. A ferramenta de busca mais famosa em todo o mundo, o bom e velho Google, possui uma posição única a respeito da coleta de dados. A empresa que começou “apenas” como uma ferramenta de busca, hoje possui inúmeros serviços pagos com dinheiro de publicidade. Muitos desses anúncios são personalizados usando os dados coletados pelo Google. Portanto, em suma, o Google lucra vendendo os dados de seus usuários para terceiros.

Devido aos serviços que o Google possui, a empresa conta com bases de dados imensas, repletas de informações sobre seus usuários. Google.com, Chrome, Gmail, Maps, Hangout e YouTube estão todos vinculados à sua conta Google. Com todos os dados fluindo dessas plataformas, o Google pode montar um perfil assustadoramente preciso sobre você. Seja informações sobre seus planos futuros ou como você se veste, o Google sabe.

Uma ferramenta de busca que vai totalmente na contramão do Google e não coleta quaisquer tipos de dados é a DuckDuckGo. O foco principal do serviço é justamente a busca anônima: suas pesquisas nunca serão salvas e, consequentemente, os resultados são serão otimizados baseados no seu comportamento. A DuckDuckGo utiliza a rede Tor, o que permite altos níveis de criptografia para garantir o anonimato. Depois falaremos mais sobre o Tor.

O que os aplicativos podem ver?

Os aplicativos no seu computador, laptop, tablet e smartphone também recebem parte dos seus dados online. Todo aplicativo possui acesso às informações que você envia e recebe dentro do app. O tipo e quantidade de informações coletadas variam de aplicativo para aplicativo. Por exemplo, aplicativos de GPS e a maioria dos aplicativos de encontros precisam da sua localização para funcionar perfeitamente, enquanto outros aplicativos precisam do seu endereço de e-mail para permitir que você crie uma conta. Geralmente, cada aplicativo possui seu próprio acordo de privacidade, que descreve o tipo de dados seus que eles usarão. Esse é o caso da Apple Store, que tornou o acordo de privacidade obrigatório para todos os aplicativos que desejam ser incluídos na loja. É muito útil ler estes acordos, para que você fique ciente do tipo de dados que as empresas coletam.

O que as autoridades podem ver?

Eye on Laptop

Conforme mencionado anteriormente, os ISPs são, por força da lei, obrigados a salvar seus dados por um certo período de tempo. As autoridades locais e/ou a polícia podem solicitar dados pertinentes a uma investigação ao seu ISP. Esta é uma das formas pela qual as autoridades podem ter acesso aos seus dados online. Essas informações podem ser usadas para combater crimes na internet (cibercrimes). Em alguns países, indivíduos que fazem upload ilegalmente são identificados desta forma.

Não há por que temer as autoridades governamentais, contanto que você não infrinja as leis – mas mesmo assim pode ser um pouco desconfortável saber que as autoridades (e não só as autoridades locais) podem ter acesso aos seus dados. As autoridades podem salvar seus dados por anos, independente se você tem agido de forma suspeita ou não. Através das leis de coleta de dados e acordos internacionais de compartilhamento de informações, muitas autoridades restringem a privacidade de seus cidadãos.

A situação é ainda mais crítica em alguns países. Ha países onde as autoridades usam informações obtidas online sobre cidadãos para restringir sua liberdade. No Egito, por exemplo, vários blogueiros foram presos por criticarem online os líderes do governo.

O que os hackers podem ver?

É claro que as pessoas também podem tentar descobrir suas atividades online de formas ilegais. Os hackers e cibercriminosos podem coletar dados sobre você invadindo seu computador e/ou rede. Existem inúmeras armadilhas que tornam suas informações mais vulneráveis. Se você estiver lidando com um hacker experiente ou um cibercriminoso de verdade, esses dados poderiam facilmente ser usados contra você. Pense em crimes de verdade, como roubo de identidade. É importante se proteger destes ataques. Por isso, reunimos algumas formas de você proteger seus dados online e controlar sua privacidade.

Como evitar que outras pessoas vejam o que eu faço online?

Assim como nós, com certeza a última coisa que você quer é pessoas bisbilhotando sua vida. Felizmente, existem diversas formas de garantir seu anonimato online. A principal dica é esconder seu endereço de IP. Se seu endereço de IP estiver oculto, ninguém poderá rastrear o que você fizer online. Existem várias formas de suprimir seu IP: você pode usar um proxy, baixar o navegador Tor ou instalar uma VPN. Abaixo, você encontrará um breve resumo sobre cada uma destas opções.

Servidor proxy

Ao usar um servidor proxy seu endereço de IP não será revelado para os sites que você visitar. A desvantagem dos servidores proxy é que seus dados não serão criptografados, portanto, ainda podem ser lidos por terceiros. Por este motivo o proxy é muito útil para driblar bloqueios e barreiras geográficas, mas não para trocar informações confidenciais. No geral, o anonimato e proteção oferecidos pelo proxy são limitados.

Tor The Onion Router Logo

O navegador Tor permite que você envie todo seu tráfego online através de uma rede mundial de servidores. A cada etapa, a rede Tor adiciona algumas camadas de criptografia aos seus dados. Além disso, o navegador Tor proporciona acesso à dark web. O Tor foi desenvolvido para oferecer uma experiência anônima e segura para seus usuários. Infelizmente, o alto nível de criptografia oferecido pelo Tor reduz significativamente a velocidade da sua internet. Além disso, uma configuração incorreta do navegador pode colocar sua segurança em risco.

Conexão VPN

VPN connection Internet

Uma conexão VPN é a opção mais avançada quando se trata de segurança e privacidade online. A VPN te fornece um novo endereço de IP que não pode ser rastreado de volta até o usuário. Além disso, a VPN criptografa seus dados, para que outras pessoas não possam roubar ou ler suas informações. Uma VPN é, em sua essência, uma conexão proxy com alto nível de criptografia: uma alternativa muito mais segura e anônima que outros serviços que ocultam seu IP. Existem várias operadoras diferentes de VPN por aí, então sempre haverá alguma que se encaixa às suas necessidades.

Considerações finais

Existem muitas pessoas que adorariam pôr as mãos nas suas informações pessoais. Estes dados podem ser usados para personalizar anúncios e otimizar serviços, mas também para roubar ou ficar de olho em você. Portanto, é importante manter sua privacidade assegurada. Para isso, você conta com proxy, o navegador Tor ou uma VPN.  Embora o proxy não criptografe suas atividades online, o Tor e a VPN oferecem uma proteção eficiente. Usar os dois o protegerá ainda mais: você pode obter uma VPN facilmente e navegar usando o Tor simultaneamente. Desta forma, as outras pessoas terão um trabalhão tentando obter suas informações pessoais.

Quem pode ver seu histórico de navegação e os sites que você visitou?

Você tem alguma pergunta sobre sua privacidade ou sobre medidas que você pode adotar para reforçá-la? Neste caso, confira as perguntas frequentes abaixo.

Existem várias pessoas e entidades que podem espionar você online, como os sites que você visita, agências do governo, hackers, ferramentas de busca, provedores de internet e muitos outros. Se você procura uma visão geral completa de todos eles, confira nosso artigo: “Quem pode ver seu histórico de navegação e os sites que você visitou?“, role para baixo até encontrar a tabela completa.

Isso varia muito de quem está rastreando e quais medidas de segurança você adotou. Por exemplo, se você utilizou um ponto de acesso de Wi-Fi público para acessar seu internet banking sem qualquer medida de segurança, suas informações bancárias podem facilmente acabar nas mãos de um hacker. Além disso, o Google pode claramente ver o que você está pesquisando.

Mas, felizmente, embora algumas pessoas possam ver e rastrear muito do que você faz online, existem muitas medidas que você pode adotar para aumentar significativamente sua privacidade. Você pode conferir essas medidas em nosso artigo sobre navegação anônima na web.

Existem várias formas de aumentar sua privacidade. Você pode utilizar ferramentas de busca com foco em privacidade,como o DuckDuckGo e o navegador Tor, pode instalar bloqueadores de anúncios e extensões que removem cookies, entre outros. Uma ótima forma, e a mais recomendada por nós, é a utilização de uma VPN. Afinal, as VPNs ocultam seu endereço de IP, além de criptografar seu tráfego de dados.

Analista de segurança cibernética
David é analista de segurança cibernética e um dos fundadores da VPNoverview.com. Com interesse particular pelo fenômeno “identidade digital”, seu foco é o direito à privacidade e proteção de dados pessoais.

Mais artigos da ‘Navegação anônima’ seção

Comentários
Envie um comentário
Envie um comentário